26507602830 e96a11952d z

Brasília, 08 de junho - Os portadores de diabetes ganharam um motivo para comemorar. O Projeto de Lei 273/2015, de iniciativa do deputado Cristiano Araújo (PSD), que obriga o fornecimento de alimentação diferenciada nos restaurantes comunitários do DF, para pessoas portadoras de diabetes, foi aprovado na última terça-feira (6) na Câmara Legislativa do DF. Agora, segue para sanção do governador.

Os oito restaurantes comunitários em funcionamento representam uma grande conquista para a população, que encontram nesses estabelecimentos alimentação mais em conta do que se produzissem em suas próprias residências. Atualmente, não há diferenciação da refeição oferecida. O cardápio, apesar de ser de boa qualidade e bastante variado, é o mesmo, independente das condições de saúde de quem as consume.

Mesmo com o uso de medicamentos, é fundamental que o diabético tenha uma alimentação rica em fibras e livre de açúcar. A dieta é o melhor caminho para evitar o desenvolvimento da doença. O portador vive muito bem se mantiver uma alimentação regrada e o índice de glicemia nos patamares ideais. Com a nova lei, diabéticos poderão frequentar os restaurantes comunitários sem medo.

“Assegurar aos diabéticos que fazem suas refeições nos restaures comunitários um cardápio diferenciado, que não agrida ainda mais a sua saúde, que seja elaborado e tenha a sua execução acompanhada e fiscalizada por nutricionista do GDF é o objetivo da proposta”, afirma Cristiano.

O projeto estabelece que o cardápio deverá ser afixado em local de fácil visualização e caberá ao usuário dos restaurantes comunitários identificar-se enquanto portador de diabetes, para receber a alimentação diferenciada.