Respeito a decisão tomada pelo Conselho Especial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), na noite de ontem (21).

Mas reafirmo entender serem gritantes a falta de embasamento legal, a inépcia da denúncia, o cerceamento de defesa, a total falta de comprovação de qualquer ato ilícito e outras arbitrariedades massacrantes, como vazamentos dirigidos de dados sigilosos à imprensa, feitos pelos investigadores ao longo dos últimos meses.

Aguardo com tranquilidade pela oportunidade de apresentar uma coerente defesa, com clareza e transparência, amparado pelo devido processo legal, para rebater cada uma das acusações que foram perpetradas contra mim, contra a intimidade de minha família e minha honra.

Agradeço pelo apoio e a solidariedade que tenho recebido da população do DF, de meus colaboradores, colegas do Legislativo, amigos e família. Renovo minha fé em Deus e a confiança na Justiça do meu País.

Brasília, 22 de março de 2017.

Cristiano Araújo
Deputado Distrital