17201099 740291229463953 4944589529632756684 n

Brasília, 09 de março - O Serviço Móvel de Atendimento de Urgência do DF (SAMU-DF) e o Corpo de Bombeiros local terão à sua disposição cadastro com informações de cada pessoa que reside ou trabalha no Distrito Federal, para ser acessado em caso de emergência. É o que prevê o Projeto de Lei 64/2015, de autoria do deputado Cristiano Araújo (PSD), aprovado pela Câmara Legislativa. A proposta agora segue para sanção do governador Rodrigo Rollemberg.

Serão considerados dados necessários para alimentar o cadastro de emergência o nome da pessoa a ser contatada e seus dados; o tipo sanguíneo do paciente, se possui restrição a algum tipo de medicamento ou alimentação; se possui alergia, nome do laboratório em que faz exames e nome do plano de saúde ou seguro de saúde, se possuir.

O banco de dados será criado e mantido pelo poder público, cabendo ao SAMU e ao Corpo de Bombeiros disponibilizar  canais de comunicação com o cidadão por meio de telefonia ou da internet, para a inclusão, alteração ou exclusão de dados.

Autor do projeto, o deputado Cristiano Araújo explica que por diversas vezes esses profissionais atendem ocorrências em que a pessoa a ser socorrida está desacordada ou não possui as suas faculdades mentais em pleno funcionamento. “Daí a importância dessa iniciativa que, ao ser implantada no futuro, vai possibilitar salvar vidas”, conclui.