20160317013954

Além da má gestão, GDF adota estratégia de colocar servidores contra a Câmara Legislativa

Brasília, 6 de outubro - Com a justificativa de que precisa fazer caixa para cobrir rombo financeiro das contas públicas e pagar a última parcela de reajustes salariais concedidos a 32 categorias de servidores ainda no governo passado, o GDF vai enviar nos próximos dias à Câmara Legislativa projeto de lei para aumentar o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). 

Isso é uma demonstração de que o GDF sempre escolhe o pior caminho para aumentar a arrecadação. Em vez de aumentar a base arrecadatória, estimular a atividade econômica e combater a sonegação, opta pelo sacrifício da população com o aumento de impostos. 

O aumento do IPTU, deixa a população, já massacrada pela crise econômica atual, em sério risco de inadimplência, com seus CPF's inscritos em dívida ativa, além de comprometer o orçamento familiar, inibindo o consumo e a atividade econômica. 

Isso também é uma estratégia para colocar os servidores contra a Câmara Legislativa do DF para mascarar sua incompetência administrativa. 

O nosso compromisso com os servidores públicos é absoluto. Vamos lutar até o fim para que o governo cumpra a sua promessa feita no ano passado de pagar o reajuste no mês de outubro. É importante os servidores refletirem que, ao aumentar a taxa do IPTU para pagar a parcela devida, na verdade o governo está praticamente anulando o reajuste salarial, que será descontado com o aumento do imposto. 

Vamos nos mobilizar, população, deputados e trabalhadores do DF, contra mais esse atentado ao bolso do trabalhador de Brasília, que não tem mais como suportar uma carga tributária já perversa. 

CRISTIANO ARAÚJO, deputado distrital pelo PSD