1209Reuniaocomissaomeioambiente

Brasília, 12 de setembro - A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo, presidida pelo deputado Cristiano Araújo (PSD), aprovou o projeto de lei complementar que define a poligonal do Parque Ecológico Ezechias Heringer, localizado no Guará. De autoria do Poder Executivo, o PLC nº 24/2015 amplia a área do parque de 306,44 hectares para 344,95 hectares, além de desafetar área delimitada pela Estrada Parque do Guará (EPGU), pela Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA) e pelo Park Shopping.

O relator do projeto na comissão, deputado Rodrigo Delmasso (PTN), afirmou que a aprovação do PLC foi uma vitória da população do Guará e que a regularização da unidade de conservação foi realizada "com muito zelo". Ele ainda ressaltou a importância do espaço para os moradores daquela região administrativa e adjacências, os quais poderão usufruir dos benefícios advindos do parque, que possui estrutura para a prática de esportes individuais e coletivos, a exemplo de pista de caminhada e ciclovia, quadras poliesportivas e um Ponto de Encontro Comunitário (PEC).

“A redefinição da poligonal buscou atender princípios de conservação no sentido de atenuar efeitos de borda e os impactos provenientes de atividades humanas desenvolvidas nos limites da unidade de conservação", destacou o relator. A preocupação decorre do fato de o parque Ezechias Heringer contar com atributos ambientais sensíveis como nascentes, córregos, campos de murundus e várias espécies endêmicas, além de densa mata de galeria de Cerrado típico, que protege os recursos hídricos do local.

"Ao contrário de alguns parques urbanos do DF, como o de Águas Claras e o Parque da Cidade, o Ezechias Heringer possui predominância de espécies vegetais nativas e apresenta diferentes fitofisionomias do Cerrado, o que aumenta sua importância para questões de preservação ambiental", acrescentou Delmasso.

O projeto foi aprovado com três votos favoráveis e duas ausências. Participaram da reunião os deputados Cristiano Araújo, Rodrigo Delmasso e Professor Reginaldo Veras (PDT).

Fonte: F. Montoro (estagiário) - Coordenadoria de Comunicação Social/CLDF